Conversa boa – Parte I

Uma boa conversa é sempre bem vinda e mesmo com todos os recursos tecnológicos que hoje dispomos, não abro mão de uma boa prosa. Esse é o modo mais empolgante de interagir – na minha opinião- que nenhuma rede social consegue substituir, pois assim tenho a chance de olhar nos olhos e contra argumentar.
Algumas pessoas pensavam - ainda bem que isso mudou - que o escritor se envolve tanto com a linguagem escrita que pouco conversa pessoalmente, pois se habitua em se expressar por meio da escrita. Sem dúvida que a mente de um autor é um celeiro de imaginações, fantasias e inspirações, porémnão deixa de lidar e viver a realidade.
Particularmente acredito que toda forma de expressão vale a pena, desde que seja com consciência e responsabilidade, principalmente quando verbalizada, pois a palavra uma vez dita não torna a entrar na boca.

Papo de ontem

Ontem, conversando com uma amiga, ela disse que eu estava falando muito em dinheiro. Parei para analisar se ela tenha razão. Bem, cheguei à conclusão que não já que a conversa era sobre empreendedorismo, então conclui que por duas vezes falei a palavra dinheiro e, para meu alívio foram frases pertinentes ao assunto.

Você que está agora lendo, pode ser que pense que é um pouco de exagero da minha parte falar em alívio. Claro que é! Só que o que quis dizer com isso é que se de fato estivesse exagerando, provavelmente teria algo me incomodando nesse segmento.
Já parou para pensar que quando se fala muito sobre um tema é que na sua mente a questão não está bem resolvida? Segundo a psicologia, isso tem fundamento, tanto é que é dito” me diga o que odeias que direi o que mais teme ou ama.”

Mudando de assunto

Falar sobre empreendedorismo é muito interessante, mesmo quando a pessoa não tem a menor intenção de seguir esse caminho, sempre é possível tirar proveito, informações positivas que podem ser aproveitadas para, de algum modo, aplicar na vida.
No livro que escrevi, Histórias Anônimas tem uma abordagem muito clara sobre pessoas que construíram a partir do zero um novo conceito de vida, cujo título é A Cozinheira, vale a pena conhecer.
Enquanto isso, leia o artigo que publiquei no site Dicazine com essa temática.

Boa leitura!

Texto:

10 Motivos Para Viver Bem e Conseguir Bons Negócios

Foto reproduzida


Orientação para leitura desse artigo

Controle a pressa, leia todo o artigo para melhor entender sem ir correndo para a lista, pois perderá dicas e argumentos importantíssimos que complementam a lista.


Todos os dias tomamos decisões que podem não ser percebidas pela falta de algum assunto que exija maior atenção. Nesse caso é como se fosse um dia corriqueiro, banal, sem nada que pudesse causar grandes alterações no quotidiano. Então tudo parece estar na mesma e a vida segue. A boa notícia é que não é bem assim, pois se fosse seria tédio viver todos os dias igualmente.
Algumas pessoas pensam que por repetir as mesmas tarefas todos os dias, então nada muda e por isso até executam seus afazeres sem se dar conta. Na verdade, esse tipo de pensamento faz com que o dia fique pesado, cansativo e sem graça.

Muitas coisas para fazer em tão pouco tempo

Esse novo mundo em que as novas informações chegam a cada instante, a necessidade de se manter atualizado cresceu de tal modo que para não parecer desinformado, muita coisa tende a ficar superficial o que não é bom para quem precisa de informação com qualidade e isso é justificável pela falta de tempo para lidar com a multiplicidade de obrigações, tarefas, deveres e ainda por cima tem que estar de bom humor o dia todo.
Quando a pessoa não consegue atender a tudo, seja mentalmente ou fisicamente, logo recebe um rótulo, parece que em cada esquina tem um pseudo terapeuta, mas só para apontar distúrbios e transtornos no outro.
Exemplo; quando a pessoa está cansada, é fácil alguém rotular como depressiva. Quando no dia anterior estava sorridente e no dia seguinte nem tanto, logo se ouve que pode estar bipolar e por aí vai. Ou seja; sempre uma definição apressada e irresponsável do que o outro possa ter.
A boa notícia para essa questão é que a opinião do outro não é sua porta de saída, melhor ainda, não é um ultimato. Pois mesmo que o transtorno tenha sido diagnosticado por um profissional, tem tratamento para se ter qualidade de vida como qualquer outra pessoa.
Voltando ao assunto tema, vamos aos 10 motivos para viver bem e conseguir bons negócios, mas antes é importante que fique claro que não existe uma fórmula mágica, como sempre é bom lembrar que para qualquer coisa dar certo é preciso antes de tudo estar disposto (a) e definir metas e avaliar o quanto realmente deseja investir para alcançar seus objetivos. Sendo que o investimento nesse caso não está diretamente ligado ao financeiro, mas também ao quanto de tempo e o que irá abdicar, se for necessário, de algumas coisas durante um tempo.

Vivendo bem

Sabia que viver bem é uma arte para a grande maioria? Esse pensamento é um grande equívoco. Viver bem é mais fácil que possa parecer, tudo depende de como e de qual ponto de vista está vendo às coisas. É muito comum se ter uma visão distorcida sobre si mesmo de como se veste, do biótipo, do trabalho e muitas vezes até da família e dos amigos. Essa conversa não é para ninguém se sentar, entrara na zona de conforto e ficar alegando que precisa aceitar tudo o que vem fingindo estar de bom agrado. Não é nada disso. A oração da serenidade é um bom exemplo para melhor entendimento.

Oração da Serenidade

Concedei-nos, Senhor, a Serenidade necessária
para aceitar as coisas que não podemos modificar.
Coragem para modificar aquelas que podemos,
e Sabedoria para distinguir umas das outras.

Conseguindo bons negócios

É impressionante o número de pessoas bem sucedidas que quando são entrevistadas sempre indicam como um dos principais pilares do sucesso, o amor pelo que faz persistência e dedicação.
Além dessas unânimes respostas, pode-se acrescentar a qualidade do pensamento, traduzindo; o bem viver que compreende a saúde física e o equilíbrio da mente.

A lista dos 10 motivos

1 - Defina o que quer: esse é o primeiro passo para os negócios. Pense com muita calma sobre o que realmente quer fazer, não se deixe influenciar somente pelas tendências de mercado que periodicamente são publicadas em jornais e revistas dizendo à profissão que está em alta e a que não está. Não adianta escolher um segmento só pelo modismo, é preciso ter aptidão, vocação, dom e, sobretudo, gostar do que pretende fazer para tornar profissão.

2 – Acalme a mente: isole-se um pouco para se desplugar do barulho excessivo e melhorar a linha de raciocínio. A melhor indicação é praticar meditação. Essa prática é milenar no oriente e comprovadamente traz muitos benefícios. É muito fácil e se conseguir ficar nesse estado ao menos 15 minutos antes de dormir, se sentirá mais leve pela manhã. As boas ideias nascem no silêncio.

3- Defina horários: essa etapa serve para analisar o quanto de tempo poderá destinar para o seu projeto.
Mesmo que esteja trabalhando ou estudando, verifique o que pode ser cortado, por exemplo, reduza o tempo em que fica na frente da televisão ou no computador postando nas redes sociais. Não é para deixar de fazer, é para ganhar mais um tempo de qualidade.

4 – Faça exercício físico: Caminha diária ou três vezes por semana é muito importante. (Consulte seu médico).

5 – Coma bem: Reduza a quantidade de gordura ingerida e não pule refeições. A alimentação é o melhor combustível para o cérebro, desde que balanceada.
Beba água: esse é um importante combustível para o cérebro, especialmente quando se está exigindo maior capacidade de raciocínio lógico.


6 – Observe e ouça antes de agir: Estar atento (a) aos detalhes faz toda a diferença, claro que sem exagero, afinal nem tudo vale a pena contemplar.
Lembre-se que saber ouvir e observar é uma atitude sábia.
A observação é válida também para riscar o que não é útil.


7 – Crie metas: faça uma lista com coisas que deseja adquirir a médio e longo prazo. Esse é um excelente recurso para ter motivação, pois sem motivo para agir, a vida fica na mesmice.


8 – Amplie suas fontes faça amigos: quanto maior a lista, mais pessoas para divulgar seus negócios com maiores chances de retorno e futuros fechamentos.


9 – Tenha bom humor: Uma pessoa sorridente é muito mais agradável do que um sisudo.
Sorrir faz bem para o coração e abre portas para novas conquistas.


10- Ame mais: converse mais com família e amigos. Distribua abraços e atenção, compartilhe seus momentos com as pessoas que lhe são queridas, pois o homem é um ser social e vivenciar esses momentos é uma dádiva.

Para complementar, perdoe os desafetos e viva com alegria.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe sua mensagem, comentários, perguntas. É muito bom contar com sua participação.